Tag Archives: renascença v+

Reportagem Renascença “A Sul da Sorte” vence Prémio Gazeta Multimédia

A Sul da Sorte - Imagem

Catarina Santos é a autora pela reportagem Renascença que ganhou o Prémio Gazeta Multimédia 2014, do Clube de Jornalistas.

O drama de milhares de migrantes que todos os dias tentam chegar à Europa é o tema central de “A Sul da Sorte”.

Em comunicado divulgado esta terça-feira, o júri escreve que “utilizando diversos registos e meios, Catarina Santos mostra, com rigor e grande sensibilidade, os vários lados de um problema que já ultrapassou as fronteiras de Itália”.

Os prémios Gazeta são o mais prestigiado galardão do jornalismo português.

Manuel Carvalho e Manuel Roberto (imprensa), Mário Galego (rádio), Pedro Coelho (televisão), António Cotrim (fotografia) e Vânia Maia (revelação) foram outros vencedores dos Prémios Gazeta 2014.

O júri do prémio é constituído por Eugénio Alves (Clube dos Jornalistas), Cesário Borga (Clube dos Jornalistas), Elizabete Caramelo (docente universitária), Fernando Cascais (docente universitário e CENJOR), Fernando Correia (jornalista e docente universitário), Jorge Leitão Ramos (crítico de cinema e televisão), José Rebelo (docente universitário) e Paulo Martins (docente universitário e Comissão da Carteira).

A reportagem – contada através de texto, vídeo, som e imagens, com grande sensibilidade, através do olhar de Catarina Santos – pode ser vista aqui.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Renascença lança campanha multimeios

Música, Informação e Programa das manhãs são as apostas da rádio

A Renascença lança esta semana uma nova campanha para reforçar notoriedade e afirmar o seu posicionamento de rádio generalista.  “É tudo o que precisa de ouvir”, como sublinha a assinatura.

Presente em rádio, televisão, imprensa, internet, outdoor, a campanha pretende mostrar a diversidade de conteúdos que diariamente a Renascença apresenta. Um desafio para que as pessoas se deixem surpreender com uma marca que aposta numa oferta ampla e completa de conteúdos em diferentes plataformas.

A campanha institucional assenta na Música desde os anos 80 até à actualidade, que tem vindo a ganhar cada vez mais fãs; na Informação rigorosa e de qualidade, que se pode ver, ler e ouvir – através da rádio, da televisão por subscrição, na internet (site, redes sociais e Web TV Renascença V+) e nos dispositivos móveis – e no programa da manhã da Renascença. O Olá Manhã completou recentemente 1 ano, com muitos convidados, reportagens e histórias surpreendentes, com os animadores Dina Isabel, Óscar Daniel em estúdio e Renato Duarte e Miriam Gonçalves diariamente em reportagem pelo país.

Para João Lobo, director de marketing da Renascença, “esta campanha mostra como a Renascença tem uma combinação perfeita de música, informação e uma grande equipa de animadores, que dá às pessoas tudo o que precisam para ter um excelente dia!”

RR_música_campanha institucionalRR_Informação_campanha institucional

Com as etiquetas , , , , , , , ,

Renascença estreia webdocumentário inovador sobre emigração

A Grande Debandada“A Grande Debandada” é a primeira de uma série de cinco grandes reportagens que olham o Portugal sob intervenção da troika. Disponível a partir de 3 de Abril, no link http://rr.sapo.pt/a-grande-debandada/.

É mobile, adaptive, interactivo e dinâmico. Numa só página, visível a partir do computador ou do tablet, um webdocumentário vídeo, que integra, de forma intuitiva, toda uma visão complementar.

O utilizador é convidado, à medida que visualiza o documentário vídeo, a consultar outros documentos, imagens, sons, infografias e elementos multimédia que complementam a reportagem. É uma fórmula, desenvolvida pela Renascença, que coloca o utilizador no centro, permitindo-lhe optar, a qualquer momento, pela consulta de toda a informação de que necessita para melhor compreender e interpretar o conteúdo principal, ao qual pode regressar sempre que assim o desejar.

Este webdocumentário procura tirar o maior partido das tecnologias HTML5, uma linguagem que tem permitido desenvolver novas funcionalidades semânticas e de acessibilidade, privilegiando conteúdos multimédia, e CSS3, a mais actualizada versão das folhas de estilo web, que traz consigo grande potencial em todos os aspectos do design de layout. As grandes inovações residem, sem dúvida, na interacção que se propõe entre o utilizador e o conteúdo e na possibilidade de consultar este trabalho a partir de dispositivos móveis como os tablets.

Emigração. Herança da austeridade ou desígnio nacional?

“A Grande Debandada” é, por isso, uma experiência multimédia única, sobre o tema que preocupa Portugal e que não deixa de afectar, mais ou menos directamente, cada um dos portugueses: a emigração. É o contributo da Renascença para uma perspectiva histórica da emigração portuguesa, desde o grande êxodo dos anos sessenta até aos dias de hoje.

Aqui mostramos como era um “passaporte de emigrante”, traçamos as rotas dos “saltos” no período da emigração clandestina, mostramos as cartas enviadas pelos emigrantes às famílias que ficavam em Portugal. Mas também ouvimos os que hoje emigram e percebemos como procuram combater a distância que os afasta do país e da família. Frente a frente colocamos os dois períodos de maior emigração na história recente de Portugal.

Como era vivida no passado a separação familiar e o afastamento, e como o é hoje em dia? O que pensam os que foram na altura dos que partem agora do país? E o que pensam os emigrantes do presente daqueles que arriscaram sair de Portugal no passado?

“Os Anos da Troika”

Desde a chegada da troika, vivemos três anos duros. De sacrifícios e de partida. E como fica Portugal depois da intervenção? Como se sente hoje o país? A emigração deve ser vista como herança da austeridade ou como desígnio de um país grande demais para as suas fronteiras? São algumas das perguntas da Renascença sobre o Portugal pós-troika. Esta é a primeira grande reportagem do conjunto de cinco trabalhos a que chamamos “Os Anos da Troika”.

Compreendemos que Portugal viveu três anos austeros, difíceis, definidores, que ficam para a história. Mas que ainda são presente. Por isso, a Renascença não quis deixar de contribuir com olhares particulares sobre questões socialmente marcantes e que merecem reflexão. As reportagens serão publicadas até meados de Maio, altura em que se conclui o programa de ajustamento financeiro.

Multimédia da Renascença continua a inovar

O webdocumentário que estreia amanhã é mais um contributo da Renascença para o Multimédia em Portugal. Mais um passo arriscado e inventivo num caminho que esta rádio tem sido pioneira a percorrer.

A Renascença foi a primeira rádio em Portugal – e uma das primeiras na Europa – a mostrar, com imagem, os seus programas de antena, por exemplo. Foi também a primeira a desenvolver uma webtv para um meio de comunicação “tradicional” e de âmbito nacional em Portugal. Aquilo que é hoje a Renascença V+ tem origem no ano de 2006, como vídeo online, quando ainda praticamente ninguém produzia conteúdos do género no país.

“A Grande Debandada” é uma reportagem assinada pelo jornalista João Santos Duarte, com motion design de Rodrigo Machado. Desenvolvida na íntegra, internamente, por Luís Alves (webdesign) e Tânia Barreira (webdevelopment).

 

Material para uso editorial

Trailer:

http://vmais.rr.sapo.pt/default.aspx?fil=653693

Teasers:

Pode a partida ser a única forma de não deixar uma família para trás?

http://vmais.rr.sapo.pt/default.aspx?fil=651990 

Pode um salto para o desconhecido ser a única esperança para uma nova vida?

http://vmais.rr.sapo.pt/default.aspx?fil=651367

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

bento-xvi-amor-verdade560625e3No dia do anúncio da resignação do Papa, a Renascença estreia documentário único em Portugal sobre Bento XVI

“Do Amor à Verdade” oferece, em português, novos e distintos olhares sobre o homem, o cardeal, o Papa que se afasta pouco antes de cumprir 86 anos.

Joseph Ratzinger já tinha pedido a João Paulo II para se aposentar por duas vezes, quando ainda era prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Este é um dos muitos pormenores revelados no documentário da Renascença “Do Amor à Verdade”, o primeiro grande documentário, produzido em Portugal e em português, sobre Joseph Ratzinger, com a chancela do primeiro meio de comunicação social em Portugal a apostar na produção de web-documentário para plataformas digitais – a Renascença.

No dia em que o mundo ficou a saber que Bento XVI decidiu resignar ao cargo, a Renascença estreou na sua webtv – a Renascença V+ (http://vmais.rr.sapo.pt) – um web-documentário que, de uma forma inovadora, percorre toda a vida de Joseph Ratzinger, das suas primeiras memórias, às polémicas que enfrentou enquanto Papa.

Realizado pela jornalista Joana Beleza, baseia-se, visualmente, em ilustrações de Rodrigo Machado e reúne testemunhos de gente tão diversa quanto competente para falar sobre um Papa que se revelou uma figura densa e complexa. Uma pianista, um teólogo, uma filósofa, jornalistas, especialistas em economia e política, a vaticanista Aura Miguel, um antigo aluno de Bento XVI e representantes das comunidades judaica e muçulmana em Portugal, abordam as questões essenciais que marcaram este pontificado de quase oito anos.

Da visita de Bento XVI a Auschwitz, ao discurso polémico sobre a religião muçulmana, ou ao dominó de escândalos de abusos sexuais, o documentário explora as interpretações e o entendimento de quem acompanhou de perto o pensamento e a atitude pública de um Papa que acabou por fazer história de diversas formas.

Fala-se de Bento XVI como teólogo incontornável, intelectual respeitado, mas também como o alemão que levou a cabo um pontificado carregado de discursos marcantes e sérias polémicas. A 16 de Abril de 2013 Bento XVI celebra 86 anos, mas já não será o chefe supremo da Igreja Católica.

O documentário vídeo, de 40 minutos, um documento profundo sobre o homem, o cardeal e o Papa, pode ser visto no site da Renascença, directamente na Renascença V+ (http://vmais.rr.sapo.pt), nas aplicações móveis da Renascença, e está ainda disponível para download via iTunes, para ser visto mais tarde no computador, no telemóvel, no tablet, na televisão ou em qualquer plataforma.

“Do Amor à Verdade” está disponível no link http://vmais.rr.sapo.pt/default.aspx?fil=455117

Além deste documentário, amanhã, quarta-feira, pelas 09h25, a Renascença transmite um directo vídeo, da audiência geral que o Papa concede semanalmente na Praça de S. Pedro, no Vaticano. Através da Renascença V+ vai ser possível acompanhar o streaming de vídeo da audiência, naquela que é a primeira aparição pública de Bento XVI depois do anúncio da resignação, marcado para 28 de Fevereiro. A emissão especial da Renascença V+ vai ser conduzida por Raquel Abecasis e Aura Miguel.

Com as etiquetas , , , , , , ,
%d bloggers like this: