Tag Archives: notícias

RENASCENÇA COMEÇA 2019 NO TOPO! É A MELHOR RÁDIO DE INFORMAÇÃO – PRÉMIO ESCOLHA DO CONSUMIDOR

rr_escolhaconsumidor

A Renascença começa o ano da melhor forma. Foi distinguida com o Prémio Escolha do Consumidor na Categoria Rádio Informação.

Este é já o segundo ano consecutivo em que Renascença vence esta distinção na categoria Rádio Informação.

Na atribuição deste prémio a Renascença destaca-se pela credibilidade da Informação, pelo rigor e clareza dos temas.

Promovidos pela Consumer Choice – Centro de Avaliação da Satisfação do Consumidor, os Prémios Escolha do Consumidor vão já na sua 7ª edição e avaliaram este ano 934 marcas no total, com o envolvimento de 25 mil consumidores.

Para Pedro Leal, Diretor Geral de Produção da Renascença, “é com grande satisfação que vemos reconhecido o esforço e investimento realizado no desenvolvimento de conteúdos informativos que pretendemos sempre rigorosos, relevantes e isentos”.

A Renascença agradece a todos os portugueses que, todos os dias, a escolhem para ficar A Par com o Mundo.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,

Renascença desafia os preconceitos

renascenca_nova

Assente no mote LIBERTE OS SEUS OUVIDOS, a nova campanha de publicidade da Renascença pretende quebrar os preconceitos, do que já foi, do que se ouviu, do que já foi dito, e convidar ouvintes a escutar a estação de rádio.

A Renascença afirma-se como uma rádio mais solta, mais leve, mais dos seus ouvintes e que procura essa proximidade em cada minuto. Todos os dias de manhã com a Carla Rocha e ao fim da tarde com a Ana Galvão, a Renascença oferece música, notícias, opinião e tudo o que as pessoas precisam saber para estarem a par com o Mundo.

A criatividade da campanha tem a autoria da NOSSA, que também recriou a nova linha gráfica que reforça o posicionamento de uma Renascença mais fresca e mais próxima. A linha gráfica pautará daqui em diante todo o grafismo da estação, desde a presença no digital até às redes sociais, passando pela ativação e publicidade.

Pedro Leal, diretor geral da RENASCENÇA, vê a campanha como “um convite irreverente à surpresa através de uma nova escuta. Apela a um gesto de liberdade, a um corte com os preconceitos e à disponibilidade para, no conforto da memória, ouvir uma Renascença mais provocadora, direta e simples”

Para Nuno Cardoso, diretor criativo da NOSSA@, a agência responsável pela conceção e produção da campanha “Esta campanha é um desafio. Um desafio ao pensamento instalado. Ao que se disse. Ao que se ouviu. Questiona os ouvintes e leva-os a pensar. A escutar.

Diz-lhes (ao ouvido) que há uma rádio que é de sempre mas que está diferente.

Que nos faz sentir mais livres, mais soltos, mas também mais conhecedores.

O spot de televisão é um filme icónico e visualmente impactante, que junta a força das palavras à leveza dos balões. Um filme que faz renascer a vontade de ouvir a Renascença. Não é por acaso que o tema musical escolhido para a nova campanha é Ready For Love Again, de Salvador Sobral e Leonardo Aldrey.”

A campanha está no ar em Rádio, Televisão (generalista e principais canais de cabo), em Outdoor (retaguardas MOP), no Digital, nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e YouTube) e nas principais plataformas digitais de meios.

Esta é uma campanha multimeios, por isso foi criado um QR Code que permite uma ligação eficaz e direta ao site da rádio e uma convergência de toda a campanha de comunicação. Desta forma é fácil encontrar todas as peças da campanha, algumas em exclusivo, e em seguida experimentar ouvir a Renascença. O mecanismo é grátis e permite passar do universo offline para o online em segundos, através da aplicação para leitura de QR Code no smartphone e tablet.

Pode encontrar todas as novidades aqui: http://rr.sapo.pt/liberte-os-seus-ouvidos/

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,

PAULO RANGEL E FERNANDO MEDINA EM CONFRONTO NA RENASCENÇA

 paulo16617329
Às quartas-feiras, a seguir às 12h00, Casa Comum junta o eurodeputado social democrata e o presidente socialista da Câmara de Lisboa, num confronto político semanal, no âmbito da parceria da Renascença com a Euranet, rede europeia de rádios.

Com estreia marcada para esta quarta-feira, Casa Comum, o debate entre Paulo Rangel e Fernando Medina é moderado pelo jornalista Sérgio Costa.

Advogado desde 1994, Paulo Rangel é uma das mais figuras mais importantes do PSD – chegou a ser avançado como potencial candidato à liderança do partido nas últimas eleições internas, mas não avançou “por razões de ordem familiar”. Eurodeputado desde 2009, vice-presidente do grupo político do Partido Popular Europeu, diz que a Europa nasceu como “amor sereno”, mas “degenerou em paixão”.

Fernando Medina, sucessor de António Costa na Câmara de Lisboa, é apontado como figura a ter em conta sempre que se falar do futuro – e do presente – do Partido Socialista. Com formação académica em Econo

mia e Sociologia Económica, entrou no partido pela mão de António Guterres, passou pelos governos de Sócrates, como secretário de Estado, e foi deputado.

Casa Comum é um programa produzido no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus 

Mais informações em www.rr.sapo.pt

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , ,

Jornalistas da Renascença premiados – Aura Miguel, Joana Bougard e André Rodrigues

redacao1Aura Miguel e Joana Bougard, jornalistas da Renascença, venceram o Prémio Centenário das Aparições, com a reportagem “Fátima na Bielorrússia – uma chama que a URSS não apagou”

O prémio é atribuído pelo Santuário de Fátima e também distinguiu a peça televisiva “Maria, de Fátima”, da jornalista Berta Freitas, da RTP.

A decisão do júri, presidido pelo reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, teve em conta a “qualidade de ambas as reportagens, quer na forma quer na narrativa”.

Estavam inscritos 25 trabalhos, incluindo quatro reportagens de jornalistas estrangeiros, três brasileiros e um italiano. As temáticas propostas variavam entre a história do santuário e a experiência da peregrinação, a mensagem mariana e a espiritualidade, o património de Fátima e as suas repercussões sociais.

O jornalista André Rodrigues, autor da reportagem “Vidas de dor, corpos que não desistem” venceu a 6.ª edição do Prémio Anual de Jornalismo, promovido pela Associação Portuguesa para o Estudo da Dor e pela Fundação Grünenthal.

O júri, constituído Goulart Machado e Carlos Lobato, da Casa da Imprensa, Beatriz Craveiro Lopes, da Fundação Grünenthal, Teresa Fontinhas e Figueiredo Lima da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor, teve em conta critérios como a criatividade, investigação, relevância e qualidade das peças jornalísticas.

O trabalho “Vidas de Dor, corpos que não desistem” aborda a dor crónica que atinge pelo menos um em cada três portugueses.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d bloggers like this: