Tag Archives: jacinto lucas pires

45 ANOS DO 25 DE ABRIL – RENASCENÇA COM EMISSÃO ESPECIAL EM DIRETO DE S. BENTO

emissão especial 25 abril

Nos 45 anos do 25 de abril, a Renascença recorda os acontecimentos da noite em que se ouviu a liberdade.

As senhas, a música, os comunicados. Foi na rádio que tudo se desencadeou.

24 de abril, a partir das 23h, a Renascença transmite, em direto de São Bento, uma emissão especial com o primeiro ministro António Costa onde olhamos para o papel da rádio nos acontecimentos que marcaram a Revolução de Abril.

De olhos postos no futuro, refletimos sobre o caminho percorrido e os desafios que se colocam hoje a quem tem como missão informar… ou fazer rir.

  • Se a cantiga é uma arma, que papel tem hoje o humor na democracia?
  • 45 anos depois da revolução, como é que o poder lida com a provocação e a crítica humorística?

Num programa que procura refletir e provocar, marcam presença o primeiro-ministro António Costa, João Taborda da Gama, Jacinto Lucas Pires, os humoristas Nilton, Nuno Markl e Joana Marques e os jornalistas Carlos Albino,  responsável pelo programa “Limite”, da Renascença, onde foi dada a senha antes do início das operações, Luís Filipe Costa, o jornalista que leu os comunicados do Movimento das Forças Armadas, no Rádio Clube Português, onde era, à data, chefe de redação e o fotojornalista Alfredo Cunha, que acompanhou as colunas militares nos pontos-chave do dia 25 de Abril de 1974, autor de algumas das imagens mais emblemáticas da revolução e que acaba de publicar o livro “25 de Abril, 45 anos”

A emissão será conduzida por Graça Franco e José Pedro Frazão e contará ainda com música de Zeca Afonso, interpretada por Márcia e pela guitarrista Marta Pereira da Costa.

À mesma hora em que, há 45 anos, caía o regime, a Renascença estará no atual centro do poder com uma emissão especial para ouvir as histórias de quem viveu, na primeira pessoa, a Revolução e contribuiu para a afirmação da liberdade de expressão em Portugal.

Foi na rádio que tudo aconteceu, é na Renascença que continua a par com o mundo.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

RENASCENÇA ASSINALA 10 ANOS DE ENSAIO GERAL

Ensaio Geral 10 anos

EMISSÃO ESPECIAL AO VIVO

24 OUTUBRO – 18h30 – AUDITÓRIO RENASCENÇA

Para comemorar os 10 anos do seu programa cultural ENSAIO GERAL, a Renascença apresenta uma emissão especial e ao vivo, a partir do Auditório, no próximo dia 24 de outubro, ao fim da tarde.

A jornalista e responsável pelo ENSAIO GERAL, Maria João Costa e a animadora da Renascença Ana Galvão vão juntar algumas das personalidades que têm feito parte da história destes 10 anos do programa.

Esta emissão especial conta com a presença da coreógrafa Olga Roriz, o ilustrador António Jorge Gonçalves, os escritores Mário Cláudio e Jacinto Lucas Pires e a fadista Kátia Guerreiro. A cantora Márcia também estará presente e vai apresentar o seu novo disco, “Vai e Vem”.  Estão também confirmadas as presenças de vários artistas e escritores e dos principais responsáveis na área da cultura, nomeadamente, museus nacionais, teatros, companhias artísticas, editoras e fundações.

Há 10 anos que a jornalista Maria João Costa realiza e apresenta, semanalmente, ENSAIO GERAL.  Um espaço que oferece uma seleção cultural de diversas áreas desde a literatura, às artes plásticas, do cinema ao teatro até à música. Com reportagens, destaques, sugestões e viagens aos bastidores da cultura.  Uma oportunidade para ouvir todos aqueles que respiram arte e cultura, entre escritores, bailarinos, atores, escultores, pintores ou músicos.

Convidamos todos os jornalistas que acompanham a cultura portuguesa a estarem presentes.

Um fim de tarde dedicado à arte e à cultura no nosso país.

 

Maria João Costa é jornalista e está na Renascença há mais de 20 anos. É licenciada em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa. Desde 2008 é responsável pela edição do programa semanal de informação cultural Ensaio Geral, na Renascença. Editou, entre 2006 e 2008, outro programa de carácter cultural, também na Renascença, Primeira Fila. Como repórter, já acompanhou várias campanhas presidenciais e autárquicas. Em 2012, vence o Prémio Escritaria na categoria Rádio, com o programa Ensaio Geral, dedicado a Agustina Bessa Luis. Em 2013 vence o Prémio de Especial Jornalista Ler/Booktailors, no âmbito do encontro literário Correntes d’Escrita, que se realiza anualmente na Póvoa de Varzim. É autora de vários Livros infanto-juvenis como “Chamo-me Beethoven”, “Chamo-me Wagner” e “A Rádio”.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,

As opiniões que interessam estão na Renascença

Opiniões que interessamA Renascença vai estar no ar, a partir da próxima 2ª feira, com uma campanha publicitária onde reafirma o seu posicionamento mais noticioso e onde  apresenta o seu novo painel de comentadores: Pedro Santana Lopes, António Vitorino, Domingos Paciência, Rui Miguel Tovar, Pedro Azevedo, Raquel Abecasis, Jacinto Lucas Pires, Henrique Raposo, Vera Jardim, Nuno Morais Sarmento, João Taborda da Gama, Francisco Assis e Graça Franco.

Com o claim “Opiniões que interessam”, a campanha revela os vários protagonistas que, desde a política ao desporto, passando pela sociedade, têm um papel preponderante no explicar daquilo que se passa no mundo, abordando os temas da actualidade e respondendo às questões mais relevantes do dia.

Para Pedro Leal, Director-Geral de Produção da Renascença:Com este grupo de comentadores, a Renascença aposta na opinião livre, com pensamento próprio e afastada de lógicas sectoriais. A opinião da Renascença é um espaço de reflexão independente, atenta e contemporânea”.

A campanha estará presente em Rádio, Televisão, Imprensa, Mobiliário Exterior, Digital e Redes Sociais.

Veja aqui os 2 spots de Televisão que irão para o ar a partir da próxima 2ª feira: Renascença Comentadores 1 e Renascença Comentadores 2.

 

DESTAQUES:

 

Manhã da Renascença

Logo de manhã, no programa conduzido por Carla Rocha, entre as 6h30 e as 10h, estará uma equipa alargada de comentadores que vão abordar e debater as questões mais relevantes do dia, como Raquel Abecasis, Henrique Raposo, Jacinto Lucas Pires, João Taborda da Gama e Francisco Assis.

O Final da tarde

Como os ritmos de vida são cada vez mais diversos, o programa de fim da tarde da Renascença arranca às 17h e prolonga-se até às 20h30. Um espaço marcado pelo essencial das notícias e análise do dia, com a opinião de Graça Franco, Directora de Informação da Renascença, e de Francisco Sarsfield Cabral. O espaço Bola Branca está a cargo de Pedro Azevedo.

 Desporto e Debates

 Diariamente, entre as 19h e as 20h, acontece um espaço de debate onde todos concordam em discordar. Logo à segunda-feira, Rui Miguel Tovar, Manuel Cajuda e o jornalista Pedro Azevedo olham para o essencial da jornada desportiva. À terça, no Falar Claro, Vera Jardim e Nuno Morais Sarmento vão para lá do “quê” e olham para o “porquê” da política nacional. O grande debate sobre os temas europeus chega à quarta-feira, no Fora da Caixa, com Santana Lopes e António Vitorino. À quinta é dia do Conselho de Directores. Num registo bem-humorado, mas muito atento, Graça Franco, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro descomplicam os temas que marcam a actualidade. A fechar a semana um olhar mordaz: o Comendador Marques Correia salta das páginas do Expresso e estreia-se na rádio.

Na Renascença estão as vozes que dão sentido ao mundo!

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O primeiro dia da nova Manhã da Renascença

o-primeiro-dia-manha-da-renascenca

A Rádio tem desde ontem uma nova Manhã, a Manhã da Renascença. Este é o novo programa que ocupa agora o horário nobre da estação, das 6h30 às 10h, de segunda a sexta-feira.

São três horas e meia de emissão onde marcam presença as notícias, o debate, a análise, a boa disposição e as respostas às questões que mais interessam aos ouvintes, tudo sob o comando de Carla Rocha.

Pelo estúdio e pela emissão passaram mais de uma dezena de jornalistas, comentadores e entrevistados.

Vieira da Silva, o ministro que gostava de um dia ter um programa de rádio, veio à boleia do Renato Duarte que foi fazendo reportagem no percurso e preparando terreno para a entrevista. O primeiro entrevistado de Carla Rocha e Miguel Coelho, explicou as contas do orçamento do seu ministério – o do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social – e conversou ainda sobre o futuro das reformas e sobre as contas do orçamento.

Uma emissão dinâmica e ritmada que contou com a opinião de Raquel Abecasis e Pedro Santos Guerreiro, a análise de Graça Franco, o debate entre Henrique Raposo e Jacinto Lucas Pires e a surpresa de ouvirmos Manuela Ferreira Leite a falar de tudo menos de economia e finanças.

Ao longo do programa houve ainda a surpresa do “Não temos Wi-Fi”, uma conversa entre duas pessoas sobre as coisas mais simples do mundo, mas que por vezes nos esquecemos, e também pelo “Economia das coisas”, um espaço do jornalista Paulo Pinto onde, com palavras simples, nos mostra o outro lado da   economia e porque é que nos devemos preocupar com as contas.

Tudo isto com muita música e uma conversa agradável entre todos os que marcaram presença neste primeiro dia da Manhã da Renascença, liderada pela Carla Rocha.

É neste ritmo intenso que o programa irá decorrer. Com opinião, entrevistas e reportagens. Sempre surpreendente.

Veja ou reveja aqui como foi.

 

 

18 Outubro 2016

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,
%d bloggers like this: