Tag Archives: Grupo Renascença Multimédia

RFM e Grupo Renascença Multimédia lideram Audiências de Rádio

3radios

A RFM lidera dois dos três indicadores de audiência do Bareme Rádio da Marktest, com 25,5% de Share (vantagem de 2,6 p.p. para o segundo classificado) e com 36,8% de Reach Semanal (mais 0,4 p.p. do que a segunda rádio do ranking). No terceiro indicador, Audiência Acumulada de Véspera (AAV) a RFM alcança 18% (contra 18,1% da sua concorrência). Nesta vaga de audiências, a RFM lidera praticamente em todas as regiões do país.

A RENASCENÇA mantém-se destacadamente na liderança das rádios generalistas e de informação e reforça a sua quota de share de audiência para 6,9%. Nesta vaga, a Renascença volta a subir nos Quadros Médios Superiores, nas Classes A, B e C1 e também no público-alvo, 35/54.

A MEGA HITS atinge o seu maior Reach de sempre com 9,0% e reafirma a sua liderança entre as rádios jovens, quer no alvo 15/24 anos, quer no grupo dos Estudantes. No litoral norte, a MEGA HITS ultrapassa mesmo todas as rádios do país entre os jovens dos 15 aos 24.

O GRUPO RENASCENÇA MULTIMEDIA lidera em termos absolutos o mercado da rádio em Portugal, ao atingir o primeiro lugar em todos os indicadores, fornecidos pela Marktest. Liderança de 50,9% em Reach, que corresponde a mais de quatro milhões e trezentos e cinquenta mil ouvintes, todas as semanas; primeiro lugar em Share com 37,5%; e a primeira posição também em AAV, com 26,9%.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

GRUPO RENASCENÇA MULTIMÉDIA E EPAL CELEBRAM PARCERIA DE INCENTIVO AO CONSUMO SUSTENTÁVEL

c381gua-da-epal-imagem-e1570026778811.png

O Grupo Renascença Multimédia e a EPAL celebraram dia 1 de Outubro, uma parceria de sustentabilidade para a promoção do consumo de água da torneira nas instalações deste grupo de Comunicação Social que é parte integrante da história da rádio do país e do coletivo sociocultural dos portugueses.

A parceria celebrada abrange as diversas estações onde se incluem a Renascença, RFM e Mega Hits e Rádio Sim, uma referência para milhares de ouvintes em todo o país, tendo por objetivo fomentar a partilha de boas práticas ecológicas, minimizadoras de impactes ambientais, e verdadeiramente inspiradoras de um futuro mais promissor.

Para incentivar o consumo de água da rede pública, a EPAL disponibilizou jarros e garrafas de vidro para utilização coletiva em salas de reuniões, áreas comuns e estúdios de gravação, afirmando a presença da marca EPAL e relembrando a importância do consumo sustentável de recursos em prol da preservação do planeta.

A garrafa Fill Forever de design exclusivo da EPAL, 100% reutilizável e 100% reutilizável, foi também disponibilizada aos colaboradores para que possam levar a água da torneira sempre consigo, possibilitando o consumo de água da torneira em qualquer lugar.

A empresa de abastecimento de água da capital do país fornece uma água tratada a 3 milhões de pessoas, alcançando níveis de qualidade exemplares, pautada por princípios e valores de excelência do serviço público que presta em permanência aos consumidores.

Este Grupo de referência nacional junta-se a outras demais entidades que já aceitaram o desafio de consumirem, em exclusivo, a água da rede nos seus edifícios, proporcionando o acesso universal à água da torneira e incentivando a um comportamento exemplar que deve ser, cada vez mais, parte integrante do quotidiano de todos nós.

 

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , ,

MEGA HITS estreia-se pela primeira vez na plataforma de Gaming da Worten – Twitch

IMG_MEGA HITS-01

Novo programa, em direto, na Twitch Worten Game Ring

  • Programa LEVEL UP transmitido live na Twitch Worten Game Ring
  • Estreia amanhã, 3 de outubro, em parceria com a rádio Mega Hits
  • Streamer Tiago “Tji” Pereira é o host
  • Um convidado diferente dos universos do gaming e dos Esports, em todos os programas

Worten Game Ring, a marca de gaming da Worten, e a Mega Hits uniram-se para lançar um programa quinzenal sobre gaming e Esports: a estreia de LEVEL UP acontece já amanhã, dia 3, às 20h30, com transmissão live na Twitch Worten Game Ring (https://www.twitch.tv/wortengamering).

Os melhores momentos do programa serão, depois, repetidos na Mega Hits, durante essa semana.

Com o LEVEL UP, estamos a criar, em conjunto com a Mega Hits, um programa realmente diferenciador, presente em duas plataformas – Twitch e rádio –, ambas direcionadas para o target jovem. Queremos com isto reforçar a proximidade que já temos com a comunidade gamer, ao mesmo tempo que nos posicionamos, cada vez mais e através do conceito Worten Game Ring, como a marca de referência do gaming em Portugal, refere António Fuzeta da Ponte, Diretor de Marca e Comunicação da Worten.

 

Segundo Nelson Pimenta, Diretor de Digital do Grupo Renascença Multimédia, na qual se inclui a Mega Hits, “o projeto LEVEL UP faz parte da estratégia do Grupo Renascença Multimédia, para desenhar uma oferta realmente inovadora no ecossistema digital dos meios de comunicação, em Portugal. Esta parceria é um exemplo de como o meio Rádio funciona de forma perfeita com as marcas que estão a apostar forte na diferenciação no digital. Neste caso, a Worten, com Worten Game Ring, e a Mega Hits estão, pela primeira vez, juntas na plataforma Twitch, dirigindo-se aos públicos mais jovens a partir dos estúdios da Mega Hits, em Lisboa”.

Este novo programa terá um alinhamento próprio, de 15 em 15 dias, estando previstas várias entrevistas a diferentes personalidades das áreas do gaming e/ou dos Esports e o destaque dos temas quentes que marcam a atualidade desses universos. LEVEL UP também irá falar sobre lançamentos de produtos e divulgar os novos streamers e todos aqueles gamers que estão a dar cartas no panorama nacional e internacional do gaming. Serão ainda lançados, neste âmbito, passatempos, através do quais os fãs poderão ganhar vários prémios.

Um dos pontos fortes deste novo conteúdo – apresentado por Tiago “Tji” Pereira, uma cara bem conhecida do universo do gaming português – é a interação com a audiência, que poderá colocar, em direto, perguntas não só ao apresentador, mas também aos convidados, garantindo, assim, um contacto mais próximo entre quem está a assistir e quem está a protagonizar aquele programa em concreto.

 

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , ,

Grupo Renascença Multimedia na vanguarda da Transformação Digital

Imagem

Projeto de transformação digital automóvel “Smart Interiors” é desenvolvido pelo Consórcio DTx – Laboratório Colaborativo em Transformação Digital

Decorreu esta semana, no auditório do Grupo Renascença Multimédia, a apresentação oficial do projeto de transformação digital automóvel “Smart Interiors” com o objetivo de desenhar soluções inovadoras para o futuro da mobilidade.

O projeto será desenvolvido no âmbito do Consórcio DTx – Laboratório Colaborativo em Transformação Digital, do qual fazem parte várias empresas ligadas, de alguma maneira, à indústria automóvel, nomeadamente: Bosch Car Multimédia Portugal, Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto (CEiiA), Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), TMG Group (Têxteis para Interiores Automóveis), Polo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP), Universidade Católica e Universidade do Minho.

O Grupo Renascença Multimedia integra o grupo de trabalho “Smart Interiors” numa perspetiva de aliar inovação e produção de conteúdos multimédia a novas formas de consumo. Alinhado com a estratégia digital que tem vindo seguir, o grupo de rádios procura antecipar o impacto do futuro da mobilidade e da tecnologia multimédia à disposição dos passageiros, nas indústrias da comunicação, nomeadamente da Informação e do Entretenimento.

Na apresentação do projeto estiveram presentes António Cunha, Presidente do Co-Lab em Transformação Digital, DTx, José Mota da Bosch, José Silva, do CEiiA, Fernando Ilharco, da Universidade Católica, Júlio Viana da Universidade do Minho, João Gaspar do INL, Gonçalo Silveira, da TMG Automotive e José Luis Ramos Pinheiro, Administrador do Grupo Renascença Multimedia.

 

O debate que se seguiu foi dominado pela temática do automóvel do futuro. O habitáculo será uma autêntica sala de estar, para a qual o limite é a imaginação. Esta foi uma das várias ideias abordadas. Júlio Viana, professor do Departamento de Engenharia de Polímeros da Universidade do Minho, falou de uma viagem de regresso a casa em que os ocupantes do veículo estão a “apanhar sol”, “relaxados”, em “ambiente tropical”.

Diogo Aguiam, do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), imagina sensores instalados no veículo que podem medir tudo e mais alguma coisa, até se termos febre, por exemplo. E Gonçalo Silveira, da TMG Automotive, falou de estofos mais confortáveis e em que as nódoas são absorvidas automaticamente.

 “Não vamos fazer um carro inteiro”, frisou António Cunha, presidente do DTx. A ideia é desenvolver “componentes tecnológicos” que se possam consumar em “protótipos de modelos”, para depois serem integrados na indústria automóvel.

O primeiro projeto será de um assento, “possivelmente giratório”, com uma plataforma ou consola onde há vários conteúdos, que podem ser apresentados num ecrã ou projetados. Para além disso, o próprio banco terá um “ambiente audio localizado”: terminará assim para sempre a luta pelo controlo do autorrádio, um objeto “em vias de extinção”, admitiu José Mota, da Bosch Car Multimedia.

“Isto pode estar no mercado daqui a três anos, perfeitamente. Faltam 10 ou 15 anos para termos carros totalmente autónomos, antes continuarão a existir carros com volante, em que é possível conduzir. Porém, poderá perfeitamente desligar o controlo da viatura e virar-se para a família”, explicou António Cunha.

Outra das questões abordadas foi a ideia de redesenhar o interior do carro do futuro como um “espaço adaptativo”, que pode ser de lazer, trabalho ou partilha com a família, está interligada com um futuro em que se prevê que o automóvel não seja um bem, mas um serviço – entraremos no primeiro carro disponível da marca que subscrevermos para fazer a nossa viagem, e não no nosso veículo. Isto coloca até problemas de higienização.

“Teremos que ter em conta que, em princípio, as pessoas vão estar mais tempo dentro de um carro e que cada carro estará ocupado mais tempo. Como o tornar mais confortável? As questões dos estofos deixarão de ser apenas estéticas”, notou Gonçalo Silveira, da TMG Automotive, uma fabricante portuguesa de interiores para automóveis.

O Grupo Renascença surge naturalmente neste grupo de empresas, nomeadamente na área dos conteúdos, informativos ou de entretenimento, segmentados para diferentes tipos de consumidores, tendo em conta também os seus desejos, atitudes e preferências. Para além de conteúdos dirigidos a vários segmentos, tem o know how de excelência no trabalho do som e da voz, que é um fator “decisivo”. “Dos meios tradicionais somos o que mais facilmente se adapta aos novos tempos e tira deles partido”, sublinhou José Luís Ramos Pinheiro, do Grupo Renascença Multimédia, referindo-se também à experiência já adquirida no segmento do vídeo, ao longo dos últimos anos. Os conteúdos poderão ser produzidos de novas formas, permitindo uma maior personalização: por exemplo, um passageiro poderá selecionar não só as notícias que quer ouvir, mas também se elas lhe são “dadas pela pessoa A, B ou C”. José Luís Ramos Pinheiro, prevê que o carro se pode transformar num novo espaço de consumo, já que todos terão as mãos livres e tempo para fazer escolhas.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d bloggers like this: