Tag Archives: Confiança

RFM É A MARCA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COM MELHOR INDICE DE REPUTAÇÃO

Estudo anual Global RepScore Pulse destaca a RFM pela 4ªvez

reputation_press

A RFM é, de novo, a marca de meios de comunicação social com maior reputação em Portugal.

Esta é a conclusão do estudo anual Global RepScore Pulse, realizado pela OnStrategy em parceria com a Corporate Excellence Foundation.

Um excelente resultado obtido, pela 4ª vez, pela RFM que confirma o trabalho desenvolvido pela equipa da rádio das Grandes Músicas e a sua forte ligação aos ouvintes. É, por isso, que a RFM agradece esta distinção, em primeiro lugar, aos seus ouvintes.

Outra das conclusões deste estudo é que os portugueses valorizam cada vez mais as marcas nacionais. Se há um ano apenas 2 marcas nacionais figuravam nos níveis de excelência, Delta e Vista Alegre, a edição 2019, deste estudo de posicionamento e reputação de marcas, vê a Seleção Nacional de Futebol, Mimosa e Luso entrarem no patamar mais elevado do Global RepScore Pulse.

Para além da RFM, que lidera o setor da Comunicação Social, o estudo revela, ainda, as marcas com os níveis de reputação mais elevados nas diversas áreas: WhatsApp (Tecnologia), Vista Alegre (Bens Industriais), Seleção Nacional de Futebol (Desporto), Michelin (Automóvel), Ikea (Retalho Geral), Fundação Champalimaud (Saúde e Bem-Estar), L’Oréal (Bens de Grande Consumo), McDonald’s (Retalho Alimentar), Pestana (Turismo e Lazer), Galp (Energia), Via Verde (Mobilidade), VISA (Cartões de Crédito), Lego (Brinquedos), Novartis (Farmacêutico), Fidelidade (Seguros),Vodafone (Telecomunicações), Deloitte (Consultoria, Auditoria e Serviços Legais), Santa Casa (Apostas Desportivas), Santander Totta (Banca), Levi’s (Retalho Têxtil), Rolex (Bens de Luxo), TAP (Aviação), CTT (Serviços Logísticos), Vieira de Almeida (Serviços Legais e Advocacia) e, por fim, Teixeira Duarte (Construção e Engenharia) são, em 2019, líderes de reputação nas suas respetivas áreas em Portugal.

Em parceria com o CORPORATE EXCELLENCE FOUNDATION, a OnStrategy assina o Global RepScore Pulse, que avalia, desde 2009, o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação associados a mais de 500 marcas em Portugal. Elaborado tendo por base um trabalho de campo que decorre durante as 52 semanas do ano, o estudo é representativo da sociedade portuguesa no que respeita à distribuição geográfica, género, idade e grau de formação.

Esta metodologia assenta numa abordagem qualitativa no que se refere ao Posicionamento da Marca, identificando e explorando todos os valores e atributos referidos espontaneamente, e uma abordagem quantitativa para a Reputação de Marca, indicando e explorando de uma forma induzida a notoriedade, a reputação emocional (admiração, confiança, preferência, recomendação), a reputação racional (produtos e serviços, inovação e diferenciação, ambiente de trabalho e bem estar, cidadania e responsabilidade social, performance de negócio e financeira, governo e ética, liderança e visão) e os comportamentos consequentes à reputação.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , ,

Renascença é a rádio em que os Portugueses mais confiam

RR marca confiança.jpg

A renascença é Marca de Confiança 2018. É a rádio em que os Portugueses mais confiam, de acordo com as Seleções do Reader’s Digest, através de um inquérito enviado aos seus assinantes.

O selo marca de confiança foi o primeiro do género realizado em Portugal e tem conquistado, nos últimos 18 anos, um lugar de destaque com marcas vencedoras a usarem o selo como símbolo de reconhecimento e qualidade.

O estudo tem por base um conjunto de indicadores que determinam que uma Marca de Confiança “é uma marca fiável, eficaz, com uma justa relação de valor, que transmite segurança e está nas preferências do consumidor, sendo-lhe familiar”, como refere Maria do Carmo Diniz, responsável, pelo estudo Marcas de Confiança.

As questões enviadas aos leitores ( mais de 12 mil assinantes) são de resposta aberta e imediata e não existe qualquer tipo de inscrição, pelo que as marcas apenas figuram no estudo se forem referidas pelos participantes do mesmo.

É requerida a valorização de 3 atributos numa escala de 1 a 5 – Qualidade, Relação Custo/benefício e Perceção das necessidades do cliente. Em todos os atributos a renascença alcançou um resultado acima de 4, o que a coloca num patamar de excelência para os consumidores.

Para Pedro Leal, Diretor-Geral de Produção da Renascença: “Esta distinção é muito especial para todo o canal. Não distingue um programa, uma reportagem, uma notícia, distingue o que é mais permanente: o trabalho continuado e consistente de toda a equipa, no respeito pela verdade e pela proximidade com quem connosco contacta, na rádio e no digital”.

O estudo foi realizado entre  18 de setembro e 30 de Novembro de 2017. A margem de erro é de 2,9% e a amostra é ponderada nas variáveis género e idade de acordo com o último census.

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,

Renascença eleita Marca de Confiança 2017

A Renascença foi votada, pela primeira vez, como Marca de Confiança. A Renascença é assim eleita como a rádio na qual os portugueses mais confiam (26%), de acordo com o estudo apresentado pela revista das Selecções do Reader’s Digest. Este resultado assinala um crescimento significativo face ao registado em anos anteriores.

Tendo por base um conjunto de indicadores, este estudo determina que uma Marca de Confiança é, portanto, uma Marca fiável, eficaz, com uma justa relação de valor, que transmite segurança e está nas preferências do consumidor (que lhe é familiar).

De forma transparente, justa e direta, sem candidaturas ou inscrições, análises prévias, exclusões ou quaisquer outras condicionantes, é eleita Marca de Confiança aquela que soma o maior número de votos na respetiva categoria, de acordo com o seguinte modelo de inquérito: pergunta aberta – “A minha Marca de maior Confiança na categoria de Estações de rádio é…” –  e questionário misto (online e postal) dirigido aos assinantes das Selecções do Reader’s Digest.

Também é requerida a valorização de 3 atributos numa escala de 1 a 5 – Qualidade, relação custo/benefício e perceção das necessidades do cliente. Em todos eles a Renascença alcança um resultado acima de 4, o que a coloca num patamar de excelência para os consumidores.

Maria do Carmo Diniz, Responsável pelo estudo Marcas de Confiança refere: “A confiança traduz, antes de mais, um sentimento de segurança. Essa é, claramente, a primeira  conclusão destes 17 anos de estudo Marcas de Confiança, qualquer que seja a vertente que analisemos. Ela resulta de um processo de familiaridade que se vai consolidando e estreitando à medida que vamos constatando que o objeto da nossa confiança nos não desilude “.

Para Pedro Leal, Diretor-Geral de Produção da Renascença: “Há algo de inexplicável na confiança: não acontece, vai acontecendo; não se determina, vai-se pressentindo; está para lá da distância – longe ou perto – confia-se. É com esta certeza que percebemos que este é um prémio que se começou a construir há muitos anos e que gostaríamos que o seu espírito perdurasse por muitos mais. É uma homenagem a todos os que trabalharam e trabalham hoje na Renascença e um sinal de que estamos a cumprir a nossa principal missão: presentes e a par com o mundo. Recebemos este prémio com a consciência de que a confiança, tal como a credibilidade, é um valor determinante para um órgão de comunicação social.”

O estudo foi realizado entre 15 de setembro e 30 de novembro de 2016. A margem de erro é de 2,9% e a amostra é ponderada nas variáveis género e idade.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d bloggers like this: