Tag Archives: Atualidade

RENASCENÇA ESTREIA PROGRAMA COM GENÉRICO DE MÁRIO LAGINHA

Mario Laginha

A Renascença estreia amanhã, 22 de Abril, às 9h30, em parceria com a Fundação Francisco Manuel dos Santos, um novo programa. Da Capa à Contracapa será um espaço para ler e descodificar a atualidade, moderado pelo jornalista José Pedro Frazão.

Um programa onde serão abordados os grandes temas estruturantes da atualidade, da sociedade portuguesa e do mundo. Temas que vão desde Demografia, Trabalho, Exportações, Migrações, Sistemas Partidários, Ciências ou Tecnologia.

O primeiro programa é dedicado às eleições presidenciais francesas, e terá como convidados Jaime Gama, Pedro Magalhães e Joana Carvalho Fernandes.

O genérico de Capa à Contracapa é da autoria do compositor e pianista Mário Laginha, que assina, pela primeira vez, a música de um programa de rádio. Os dedos do compositor percorrem o piano e ouve-se a música que vai pontuar discussões sobre o país e o mundo.

Além da emissão na antena da Renascença, o programa ficará sempre disponível em Podcast.

Para ouvir todos os sábados, às 9h30, a partir de 22 de Abril e em Podcast em rr.sapo.pt.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Renascença com novo formato e nova grelha

A partir de hoje, a Renascença assume um formato mais noticioso, com mais espaço para as notícias e em direto sempre que se justifique.

Com a alteração de formato e nova grelha, a Renascença pretende dar a melhor informação, primeiro e em profundidade, explicando os contextos da notícia, com coerência e independência, e com mais debates sobre o que verdadeiramente é importante para a vida de cada um.

rr-imagem-campanha-frame2Através de um registo bem-disposto e descomplicado, pretende-se simplificar a atualidade, transformando a antena num espaço integrador e agradável, onde a música tem também um papel determinante.

Com esta opção, a estação quer estar ainda mais próxima dos ouvintes e dos acontecimentos que os influenciam. Renascença a par com o mundo é por isso a nova frase de posicionamento.

Para este projeto, nos principais espaços, vão estar nomes reconhecidos da rádio, como Carla Rocha, Paulino Coelho, Óscar Daniel e os jornalistas Miguel Coelho, Sérgio Costa e José Pedro Frazão, Carlos Dias e Pedro Azevedo.

Na execução da nova grelha, contamos ainda com vários comentadores e analistas que nos vão ajudar a perceber o mundo. Logo de manhã, no programa conduzido por Carla Rocha, entre as 6h30 e as 10h, estará uma equipa alargada de comentadores que vão abordar e debater as questões mais relevantes do dia, como Pedro Santos Guerreiro, Raquel Abecasis, Henrique Raposo, Jacinto Lucas Pires, João Taborda da Gama e Francisco Assis. Miguel Coelho será o responsável pelas notícias e Carlos Dias pela informação desportiva, com Bola Branca.

GRANDE REPORTAGEM DE REGRESSO

A nova grelha da Renascença marca também o regresso da grande reportagem à antena. É no espaço das 12h, conduzido por Sérgio Costa e com opinião de Luís Santos, docente da Universidade do Minho. Todas as semanas, um tema da atualidade terá um olhar diferente e particular na antena da Renascença. O espaço das 12h marca ainda o regresso das grandes entrevistas a um dos horários nobres da rádio, numa parceria da Renascença com o jornal Público.

Como os ritmos de vida são cada vez mais diversos, o programa de fim da tarde da Renascença arranca às 17h e prolonga-se até às 20h30 e é conduzido pelo jornalista José Pedro Frazão. Um espaço marcado pelo essencial das notícias e análise do dia, com a opinião de Graça Franco, diretora de Informação da Renascença, e de Francisco Sarsfield Cabral. O espaço Bola Branca está a cargo de Pedro Azevedo.

MAIS DESPORTO E DEBATES

Diariamente, entre as 19h e as 20h, abrimos um espaço de debate onde todos concordam em discordar. Logo à segunda-feira, Rui Miguel Tovar, Manuel Cajuda e o jornalista Pedro Azevedo olham para o essencial da jornada desportiva. À terça, no Falar Claro, Vera Jardim e Nuno Morais Sarmento vão para lá do “quê” e olham para o “porquê” da política nacional. O grande debate sobre os temas europeus chega à quarta-feira, no Fora da Caixa, com Santana Lopes e António Vitorino. À quinta é dia do Conselho de Diretores. Num registo bem-humorado, mas muito atento, Graça Franco, Henrique Monteiro e Pedro Santos Guerreiro descomplicam os temas que marcam a atualidade. A fechar a semana um olhar mordaz: o Comendador Marques Correia salta das páginas do Expresso e estreia-se na rádio.

 MAIS MÚSICA PORTUGUESA

A música terá também um papel determinante neste novo formato, nomeadamente, a música portuguesa, que será protagonista entre as 13h e as 17h, com Paulino Coelho. Por este espaço vão passar músicos, bandas e cantores que vão tocar ao vivo e conversar com Paulino Coelho.

A música e conteúdos mais descontraídos vão também ter destaque especial entre as 5h00 e as 6h30, com Renato Duarte, entre as 10h00 e as 12h00, com Carlos Bastos, e entre 20h30 e as 22h30, com Júlio Heitor.

A madrugada arranca com Sónia Santos, com um programa interativo onde se pretende escutar os ouvintes sobre os temas que marcam a atualidade, e prossegue com Isabel Pereira.

NOVIDADES AO FIM DE SEMANA

Ao fim-de-semana três grandes destaques: aos sábados o Em Nome da Lei, entre as 12h e as 13h. Um programa conduzido pela jornalista Marina Pimentel onde se discutem os grandes temas da justiça e da produção legislativa que influenciam a vida dos portugueses. Aos domingos, Oscar Daniel conduz o Porta Aberta, um programa de cariz religioso com o relato de experiências de quem se dedica aos mais necessitados e, entre as 12h e as 13h, um espaço de debate da atualidade com o jornalista José Bastos.

A noite de domingo conta ainda com uma estreia. Aura Miguel, a vaticanista da Renascença, vai conduzir um espaço de entrevistas com testemunhos de pessoas que ajudam a transformar o mundo.

A equipa de Direcção que conduz este novo projeto conta com Graça Franco, diretora de Informação; Dina Isabel, diretora-adjunta de Programação; Raquel Abecasis, diretora-adjunta de Informação; e Pedro Leal, que assume agora a Direcção-Geral de Produção do canal Renascença. Este jornalista teve, nos últimos anos, na qualidade de diretor-adjunto de Informação, a responsabilidade da área digital do canal Renascença.

De acordo com Pedro Leal “A juntar à credibilidade e rigor a que a Renascença tem habituado o seu público, estará o caracter descontraído e o discurso positivo e bem-disposto dos seus profissionais que, juntamente com a música, vão ajudar a transformar a antena num espaço integrado e coeso, onde se explica a realidade, com um registo de proximidade”.

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

“Conversas cruzadas” na Renascença

conversas cruzadas.jpgAcaba de estrear o novo programa de informação da Renascença – “Conversas Cruzadas”.
Uma semana a Norte, uma semana a Sul, sempre com a actualidade como pano de fundo. É assim o “Conversas Cruzadas” o novo programa de discussão da actualidade da Renascença.

A Norte, o debate é entre os dois professores e ex-ministros Daniel Bessa e Miguel Cadilhe. A Sul, discutem os sociólogos Manuel Carvalho da Silva, ex-líder da CGTP, e Manuel Braga da Cruz, antigo reitor da Universidade Católica. E, tanto a Norte como a Sul, o juiz jubilado do Tribunal de Contas Carlos Moreno entra neste debate moderado pelo jornalista José Bastos.
Os acontecimentos da actualidade são debatidos todos os domingos às 12h, alternadamente a Norte e a Sul.

O primeiro programa, com o tema “Hora certa para a reforma do Estado ou discussão atrasada?” foi um sucesso. Saiba o que disseram Carlos Moreno, Miguel Cadilhe e Daniel Bessa vendo o vídeo ou ouvindo o áudio.

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,
%d bloggers like this: