Renascença vence Prémio de Excelência Geral em Ciberjornalismo

A Renascença foi hoje distinguida com o Prémio de Excelência Geral em Ciberjornalismo, atribuído pelo Observatório de Ciberjornalismo (Obciber) da Universidade do Porto. O júri tinha nomeado para a mesma categoria os sites do jornal “Público” e do “Jornal de Notícias”.

Além da distinção de excelência geral em ciberjornalismo, o júri atribuiu o prémio de melhor reportagem multimédia a um trabalho da Renascença intitulado “Muro de Berlim: 20 anos“. Nesta categoria estava nomeado um outro trabalho multimédia da Renascença – “Saiba tudo sobre a visita do Papa a Portugal” -, tal como uma reportagem do “Jornal de Notícias”, designada “Catástrofe humanitária em Port-au-Prince”.

A Renascença também venceu na categoria de infografia digital, com o trabalho “Os dias que abalaram a Madeira”. “A vida que o mar lhes dá”, do “Jornal de Notícias”, venceu em videojornalismo online.

Um trabalho sobre o dia em que saíram as sentenças do processo Casa Pia garantiu ao “Jornal de Notícias” a vitória na categoria de última hora.

Os Prémios de Ciberjornalismo do Obciber, criados em 2008, visam reconhecer o que de melhor é produzido em Portugal na área do jornalismo online.

Distinções também na votação “online”

Antes de conhecidas as decisões de hoje, os organizadores dos prémios Obciber submeteram os trabalhos nomeados a uma votação “online”. Na categoria de excelência geral em ciberjornalismo, a maioria dos cibernautas votou na Renascença.

O trabalho “Muro de Berlim: 20 anos” foi o mais votado online na categoria de reportagem multimédia, ao passo que o artigo “Penas de prisão para seis arguidos da Casa Pia” foi o mais votado na categoria de última hora.

Ainda na votação “online”, o trabalho da Renascença Vidas Consagradas” foi o que conseguiu mais votos na categoria de videojornalismo “online”. A Renascença tinha outro trabalho nomeado nesta categoria, intitulado “O Portugal dos Estrangeiros“.

Na categoria de infografia digital, o trabalho do “Público” “Bento XVI em Portugal: Os paramentos do Papa” foi o que teve mais votos dos cibernautas. Aqui, a Renascença tinha igualmente um trabalho nomeado, “Os dias que abalaram a Madeira“, que acabou por vencer na votação do júri.

Finalmente, na categoria de ciberjornalismo académico, o trabalho mais votado foi “Morro da Sé”, do “JornalismoPortoNet“, portal da Universidade do Porto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: