Jornalista da Renascença premiada pela Comissão Europeia

Prémio de Jornalismo Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social

A reportagem Comboio dos Direitos, da jornalista da Renascença Filomena Barros, venceu o Prémio Nacional de Jornalismo do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, atribuído pela Comissão Europeia ao melhor trabalho na categoria audiovisual.

Esta reportagem conta a viagem de comboio feita, em Junho, por 600 crianças de todo o país, com o objectivo de falar sobre os direitos das crianças em situação de risco e foi transmitida no Programa Princípio e Fim da Renascença, no dia 20 Junho de 2010.

Filomena Barros é jornalista na rádio Renascença há 20 anos, licenciou-se em Jornalismo pela Universidade Nova de Lisboa e tem trabalhado sobretudo em áreas como defesa, educação e sociedade. Actualmente é Sub-Editora de Informação da Renascença.

Neste concurso, lançado pela Comissão Europeia com o intuito de chamar a atenção da opinião pública para as temáticas relacionadas com o Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social, foram atribuídos apenas 2 prémios nacionais entre os 36 trabalhos admitidos a concurso, nas categorias de Jornalismo audiovisual e Jornalismo escrito/online. Na categoria de Jornalismo escrito o vencedor foi o jornalista Luis Villalobos do jornal Público, com o artigo “Há 243 mil famílias em Portugal sem acesso a contas bancárias”.

O júri nacional do prémio de jornalismo foi constituído por Edmundo Martinho (Coordenador Nacional do AECPES); Ana Rita Moura (Representação da Comissão Europeia em Portugal); Fernanda Freitas (Embaixadora do AECPES); Ricardo Rodrigues (vencedor em 2009 do prémio de jornalismo “Pela Diversidade. Contra a Discriminação e jornalista freelancer) e Sérgio Aires (Representante da Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal).

Os vencedores nacionais estão agora a concorrer ao Prémio Europeu, atribuído também nas duas categorias. Os premiados serão anunciados em Dezembro de 2010.

Leave a Reply

%d bloggers like this: